sábado, 29 de maio de 2010

.

Meu deus, como ela é linda. Como ela consegue ser tudo o que eu sempre quis? Tudo o que eu sempre quis e ao mesmo tempo acreditei que não existiria tal coisa. Ela nunca soube tudo o que eu sempre quis. Nunca disse pra ninguém, levaria para o túmulo! E, de alguma forma, ela soube. E é. Ela é tudo o que eu passei dias sonhando de olhos abertos. Tudo o que eu varei noites pedindo pra deus, ela é. Ela é tudo o que me tira do sério, o que me faz sentir, pensar, sorrir, querer, sonhar, temer, fazer. Ela é o que eu não sei ser. É quem está do meu lado sempre. De alma. De corpo, ainda não: ela é a espera, também. Ela é a minha inocência, minha virgindade, meu jeito criança de encarar o mundo. É também meu jeito adulto de resolver as coisas, de tirar as pedras do caminho. É meu yin e meu yang. É minha alma gêmea. Ela é tudo o que eu sempre quis. Meu deus, como ela é perfeita. Como ela pode saber de tudo o que minha alma quer? E me dar? Ela me dá de coração. Ela se dá de coração. Ela é tudo e só o que eu mais quero. Na verdade, ela é tudo o que eu tenho. Tudo o que eu mais prezo. Meu deus, me leve até ela. Por favor, sem demora. Pois apesar de ela ser a espera, também é a urgência.

2 comentários:

  1. Olá,Nayara
    Gostei demais do teu blog!
    Estamos te seguindo!
    Visita o nosso tb,acho q vc vai gostar...
    Bjim ;)

    ResponderExcluir
  2. Oiee, que lindo o texto, gostei ^^
    seguindo vc \o

    segue tbm? :D
    bjus

    ResponderExcluir